Cantora projetada com série de 'covers', Danni Carlos retoma obra autoral

Cantora carioca que fez sucesso ao longo dos anos 2000 com série de discos de covers intitulada Rock'n'road, Danni Carlos rompeu com a fórmula desse sucesso e, desde 2007, vem tentando se firmar como compositora. Bateusingleindependente que a artista vai lançar em 16 de março nas plataformas digitais, é a primeira música revelada de álbum em que a cantora – vista em foto de Leandro Tumenas – retoma a obra autoral.

Danni assina a música, a letra, o arranjo e a produção musical, tocando também o violão da gravação feita com o toque do baixo de Gustavo Heilborn, também responsável pela mixagem e masterização do single. O violão de nylon do fonograma foi presente que Danni ganhou do pai, admirador da Bossa Nova, quando ela tinha 17 anos.

Planejado pela cantora para ser lançado até o fim deste ano de 2018, o terceiro álbum autoral de Danni Carlos se chama Danni-C, trocadilho do nome da artista com a expressão dane-se. O álbum foi ganhando forma à medida em que cresceram as habilidades da nova produtora musical no manuseio dos equipamentos do estúdio caseiro da própria Danni. "O disco terá uma pegada mais eletrônica, mas sempre, claro, com algum elemento acústico. Eu fiz o single Bateu em uma madrugada aqui em casa", conta a artista.

O álbum Danni-C sucede Livre (2013) na discografia autoral iniciada pela artista há 11 anos com a edição de Música nova (2007), álbum que, embora tivesse repertório quase inteiramente autoral, emplacou nas paradas a faixa Coisas que eu sei, balada de autoria do compositor Dudu Falcão.

Categoria:Exemplo de categoria 2

Deixe seu Comentário